Trabalhadores são resgatados de trabalho análogo ao de escravo em Pirangi (SP)

Operação realizada por MTP, MPT e DPU flagrou 32 trabalhadores em condições precárias de moradia; migrantes de MG foram vítimas de aliciamento

São José do Rio Preto - Uma operação conjunta realizada pelo Ministério do Trabalho e Previdência, Ministério Público do Trabalho, Defensoria Pública da União e Polícia Rodoviária Federal, no dia 26 de janeiro, resultou no resgate de 32 trabalhadores de condições análogas à escravidão em uma fazenda na cidade de Pirangi (SP), no noroeste paulista.

Continue Lendo

Imprimir

Denúncias de trabalho escravo aumentam 48% no interior de São Paulo

MPT divulga balanço de atuação na semana em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo

Atualizado em 26/01

Campinas (SP) – No próximo sábado, 28 de janeiro, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, data instituída no Brasil para homenagear os auditores fiscais do trabalho mortos em 2004, na cidade de Unaí (MG), durante uma fiscalização para averiguar denúncias de trabalho escravo, no episódio conhecido como “chacina de Unaí”.

Continue Lendo

Imprimir

MPT participa de campanha de arrecadação de livros para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em Campinas (SP)

Campanha realizada pela AMATRA XV e ESMAT 15 tem como finalidade arrecadar livros novos ou usados; edifício-sede do MPT torna-se ponto de doação

Campinas (SP) - O edifício-sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Campinas (SP) tornou-se um ponto de doação de livros para a campanha "Apadrinhe uma criança, doando livros", uma iniciativa da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 15ª Região (AMATRA XV) e da Escola Superior dos Magistrados do Trabalho da 15ª Região (ESMAT 15).

Continue Lendo

Imprimir

Município de Araraquara condenado a indenizar empregados que trabalharam em escolas municipais com estrutura precária

Sentença obtida pelo MPT também determina o fornecimento de EPIs para profissionais da educação e da saúde do município

Araraquara - A Justiça do Trabalho condenou o Município de Araraquara a indenizar trabalhadores da Educação que foram forçados a trabalhar em unidades de ensino, cujas edificações encontravam-se em estado precário de segurança, sendo elas a CER Maria Aparecida de Azevedo Bozutti e a EMEF Ruth Cardoso. Cada profissional deverá receber a quantia de R$ 1.000,00, a título de dano moral individual homogêneo. A ação é do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Araraquara.

Continue Lendo

Imprimir